Leo Messa
(Mogi das Cruzes/SP)

Foto livro.jpg

Sua obra "30 motivos para você me levar para casa" foi publicada por nós, este é o seu primeiro livro? Como se deu a ideia de publicá-lo? 

Esse é o meu primeiro livro. Como já escrevia há um certo tempo algumas pessoas me incentivaram a reunir os meus textos em uma publicação, com o intuito de transmitir a um maior número de peesoas palavras de encorajamento e que poderiam mudar as suas vidas.

Qual o objetivo da sua obra, a sua importância para o universo literário ou para o assunto que aborda?

O objetivo é dismistificar a nossa relação com Deus, tornando algo natural e intimista, sem religiosidade ou qualquer outra barreira que possa existir.

Acredito que ao trazer algo simples, direto e verdadeiro, a obra agregará um valor importante e servirá como uma porta de entrada para o maravilhoso universo da leitura.

Como é ser escritor hoje em dia?

A experiência é impar, pois não existem palavras para descrever a realização de um sonho, além da possibilidade de algo que foi escrito com muito amor e carinho venha a transformar a vida de quem está lendo.

Como sua experiência de vida lhe influencia na escrita? Quais são suas inspirações?

O livro se baseia nas minhas experiências vividas em meu cotidiano e na observação do agir de Deus nas mínimas coisas, que por muitas vezes passam desapercebidas em nossa rotina caótica.

A minha inspiração vem de Deus, através do Espírito Santo, que age a todo momento, fazendo com que um simples filme, uma música ou um pai com sua filha se tornem a faísca inicial para um texto.

A família e os amigos lhe apoiaram nesta empreitada? Qual fator determinante do apoio ou não deles?

A minha família deve ser a base de tudo e no meu caso não seria diferente. Minha esposa, que escreve o prefácio, sempre está ao meu lado, tanto para apoiar, quanto para corrigir. Minhas filhas são bençãos que me fazem lembrar de como Deus é maravilhoso a todo tempo.

E alguns amigos, em especial o Pr. Alex e a sua esposa, Pra. Daise, me estimularam a jamais desistir dos meus sonhos e que no tempo certo Deus realizaria cada um deles, já que foi ele que me fez sonhar.

Como você enxerga a questão da leitura e do consumo de livros hoje no Brasil?

Infelizmente vivemos tempos em que uma grande parte das pessoas se satisfazem com migalhas ou produtos sem profundidade intelectual.

A falta de leitura limitou a capacidade de escrita e também a coompressão daquilo que é dita a elas.

Vemos cada vez mais textos formais com palavras abreviadas ou com termos informais, dificultando a interpretação daquilo que foi escrito.

Vemos um consumo cada vez menor de livros, já que atualmente existe uma preferência para algo mais "visial", que não seja necessário despender tempo para o seu entendimento. 

Você pretende seguir publicando mais livros? E quais assuntos que gostaria de abordar futuramente?

Sim, mesmo com tantas dificuldades acredito que os livros são instrumentos com poder de transformar a realidade.

Pretendo realizar publicações para casais, em parceria com minha esposa, além de algo para adolescentes e jovens.

Como você espera que os leitores interpretem a sua obra?

Espero que utilizem o livro como uma ferramenta que estreite o seu relacionamento com Deus, gerando ainda mais intimidade, quebrando a religiosidade imposta pelo homem, tornando essa relação a melhor que possa existir.

Como foi a sua experiência em publicar na Editora Becalete?

Foi muito gratificante, pois recebi todo apoio, orientações e suportes necessários para concluir o processo, além de que as conversas com a editora foram sempre agradáveis e amigáveis, indo muito além de um simples ato comercial.

Deixe aqui um convite de leitura ao seu leitor, falando um pouco de você e sua obra se preferir.

Gostaria de convidar você, caro leitor, a embracar nessa caminhada com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, pois nessa jornada serão revelados muito mais do que 30 motivos que mudarão a sua vida, da mesma forma que transformaram a minha e de tantas outras pessoas que tiveram a oportunidade de ler esta obra. Você aceita esse desafio? Nem que seja para matar a curiosidade sobre o título. Tenho certeza que vai descobrir muito mais do que apenas o significado da capa.