José Francisco de Araújo
(Solânea/PB)

foto com livro.jpeg

Sua obra "QUANDO CHEGAR O ÚLTIMO TEMPO" foi publicada por nós, este é o seu primeiro livro? Como se deu a ideia de publicá-lo? 

Sim.  Foi através de um edital municipal por meio da Lei Aldir Blanc 2021 que fui selecionado e contemplado a escolher um de meus trabalhos e publicar, também pelo fato dele ter tudo a ver com a pandemia que estamos atravessando. Tenho uma amiga que me indicou a Becalete, comecei a agir e fazer os primeiros contatos até firmar a parceria. Esse trabalho foi escolhido dentre outros para ser o primeiro a ser publicado e lançado por essa editora.    

Qual o objetivo da sua obra, a sua importância para o universo literário ou para o assunto que aborda?

O objetivo da minha obra é oferecer aos meus leitores um estilo diferente, contado numa narrativa no gênero "Fantasia e Realismo", é uma história leve sobre a minha visão diante do comportamento humano neste momento de pandemia. Venho causar reflexão através da manifestação individual neste tempo ausente de empatia por algumas pessoas que contribuem para o mundo chegar a essa conturbada inquietação da nossa alma.  

 

Como é ser escritor hoje em dia?

Eu sempre me senti um escritor mesmo que no anominato por escrever desde cedo, mas somente agora vejo o sonho concretizado. A partir deste momento posso dizer que sou mesmo um escritor em início de uma deliciosa descoberta pelo universo literário. Tudo ainda é cedo, mas eu percebo que agora não posso estacionar nesta obra que estou publicando, sinto que devo seguir a frente para alcaçar os meus outros sonhos, editar e lançar um próximo trabalho. 

Como sua experiência de vida lhe influencia na escrita? Quais são suas inspirações?

O dia a dia é o meu referencial, vivo colhendo flagmentos de rotinas diárias para formar meus personagens ecléticos. Eu me inspiro em tudo o que acontece ao meu redor, claro que a leitura de outros autores também estimulam a criatividade. Sendo assim, recorro a todos os meios de descobertas e conhecimentos literários para criar sempre novos personagens espelhados no que capturo do meu cotidiano e de minhas leituras, como exemplo admiro demais os contos de Machado de Assis que abriu um leque de criatividade ao me aprofundar um pouco no seu universo.

A família e os amigos lhe apoiaram nesta empreitada? Qual fator determinante do apoio ou não deles?

Ninguém faz nada sem uma base familiar para nos amparar no fracasso ou no sucesso. Por isso, eu tenho o apoio incondicional de familiares e amigos. Tendo boas amizades sinceras e verdadeiras nos fortificam, nos fazem acreditar que somos capazes de fazer muito mais. Tenho recebido muitos elogios e conferido o interesse desses amigos em comprar o meu livro. Diante disso percebo que não estou sozinho, por isso eu vou adiante independente de sucesso ou não.  

Como você enxerga a questão da leitura e do consumo de livros hoje no Brasil?

Eu penso que deveríamos  ler mais, prestigiar mais os escritores brasileiros, tanto os de nomes conhecidos, como os que se lançam neste momento. Eu tenho feito isso, tenho pesquisado e descoberto autores magníficos principalmente sobre escritores iniciantes igual a mim.

Você pretende seguir publicando mais livros? E quais assuntos que gostaria de abordar futuramente?

Sim. Eu pretendo continuar seguindo nesta linha da fantasia e do realismo. Tenho muito conteúdo guardado com diversas temáticas diferenciadas. Pretendo fazer com que boa parte desses livros que tenho na gaveta saiam e ganhem vida própria quando tiverem leitores que admirem e apreciem o meu universo literário.     

Como você espera que os leitores interpretem a sua obra?

Fazendo com que as pessoas sintam-se de bem com a leitura do livro. Desejo causar reflexão e questionamentos internos para que haja mudanças interiores no comportamento pessoal.  

Como foi a sua experiência em publicar na Editora Becalete?

Foi a primeira experiência e aprendizagem quanto ao mecanismo para chegar ao fechamento de um livro na expectativa de ver o resultado final. Foi surpreendente, existe sempre um receio de que vai ter muitas falhas, mas não foi o caso. O livro ficou fantástico, melhor do que eu esperava. A equipe é profissional, aprovei o trabalho deles, nota 10!

Deixe aqui um convite de leitura ao seu leitor, falando um pouco de você e sua obra se preferir.

Convido os meus leitores a fazerem uma viagem na fantasia e no realismo. O livro fará uma reflexão desse tempo em que vivemos numa pandemia sem data marcada para acabar, vamos analisar nosso comportamento, vamos tentar ser melhor amanhã. A vida é uma só, que nos dá vez para sermos bondosos, caridosos, amorosos. Eu  pretendo alcançar a aceitação dos  meus leitores e quero proporcioná-los uma leitura agradável distante de conflitos, violência e temas polêmicos. acho que o livro poderá agradar por ser uma viagem de fácil entendimento. Eu sou suspeito de falar por ser algo pessoal.

Adquira o e-book da obra do autor clicando aqui!